10 de Agosto, 2017

A incansável luta pelos transportes dos romeiros

Em relação aos caminhões ‘pau de arara’ existe uma emenda protocolada junto ao CONTRAN
Na incansável luta e defesa dos transportes dos romeiros, mais uma vez a comissão da Pastoral de Romaria de Juazeiro, Padre Cícero José, Frei Barbosa, Padre Cícero Oliveira, Irmã Annette Dumoulin, professor José Carlos e o diácono Lula, se reuniram nesta quarta-feira, dia 09 de agosto, no Círculo Operário São José, para trazer resoluções mais viáveis para os transportes dos romeiros. Esta reunião ficou acordado na última reunião em Brasília/DF (25/07). Estiveram presentes o poder público Federal e Municipal de Juazeiro, as entidades civis organizadas, os representantes das cooperativas de transportes e representantes dos romeiros, o gerente nacional de Fiscalização (Gefis/Sufis), o João Paulo de Souza, a nível Nordeste, Arlindo Santos, ANTT/Cofis/PE, e Helano Teixeira, ANTT/Cofis/CE-PI.
 
Nesta reunião foi solicitada a ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres, através da comissão dos motoristas, um cadastramento para baixarem a taxa de fiscalização, baixarem o custo, a fiscalização adequada e coerente para trazerem os romeiros para esta romaria. Muitos ainda estão adaptando os seus transportes e documentações da forma que a ANTT exige, e isso requer um pouco mais de tempo.
 
Segundo o João Paulo, a ANTT e PRF disponibilizarão de uma base móvel em Juazeiro, para realizar e facilitar o cadastramento dos motoristas, como também retirar as dúvidas. “Em parceria com a organização das Cooperativas dos transportes do Brasil, SEST (Serviço Social de Transporte) /SENAT (Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte), a confederação nacional dos transportes e também as organizações dos autônomos, conjuntamente com a ANTT, podemos realizar um out shop no início da próxima romaria, com o objetivo de discutir de forma mais profunda a problemática dos transportes dos romeiros e buscar, de regularizar a pacificação e harmonia desse setor, tão importante para as romarias”, disse o gerente de fiscalização. “O out shop é para encontrar uma alternativa que para alguns casos, provavelmente vai ser a cooperativa, para outros a empresa e de qualquer maneira irá fazer com que todos estejam regularizados e possam conhecer quem são esses passageiros, para que o poder público possa conhecer a realidade desse grande evento que é a Romaria do Cariri, do Padim Padre Cícero”, concluiu.
 
“Desde 2013 que a comissão está nessa luta em defesa dos romeiros e meios de transportes. Cada reunião é dado passos. Não serão conseguidos êxitos de uma vez, mas só a vinda do João Paulo, que veio acompanhar de forma direta essa problemática, em relação aos transportes dos romeiros, já são conquistas, falou o Padre Cícero José.
“Em relação aos caminhões ‘pau de arara’ existe uma emenda protocolada junto ao CONTRAN e acreditamos que quando for analisada a emenda e quando for visto a importância que ele tem para a romaria em Juazeiro do Norte como muitos a consideram a “Capela de rodas”, assim nós teremos resultados. O que nós queremos lutamos e defendemos é que o romeiro tenha o direito de escolher qual o meio de transportes que ele vem a Juazeiro, de ônibus, bicicleta ou até mesmo a pé, um meio que ele venha e volte com segurança” Concluiu o padre.
 
Washington Jorge, da COOPERFRETUR (Cooperativa Pernambucana de Fretamento e Turismo) que foi representando os motoristas e fretantes de romarias, fez uma avaliação desta reunião: “Foi uma reunião muito boa dentro da expectativa que a gente queria. A gente conseguiu um conforto realmente assistido pelo João Paulo e vimos que vamos ter paz na estrada, na fiscalização para trazer os romeiros para esta romaria”, concluiu com contentamento.
 
Por Rozelia Costa

Reunião com motoristas e agentes da ANTT


comments powered by Disqus