30 de Julho, 2017

Pastoral de Romaria em audiência com o Ministro dos Transportes e ANTT, em Brasília

Segundo o Ministro dos Transportes, o responsável da ANTT Nacional e equipe, garantiram que será uma romaria tranquila e pacífica no tocante aos transportes dos romeiros.
No último dia 25 esteve em Brasília/DF a Comissão da Pastoral de Romaria, Padre Cícero José, Frei Raimundo Barbosa, José Carlos dos Santos, juntamente com o secretário de Romaria e Turismo de Juazeiro do Norte, Júnior Feitosa, Washington Jorge, da COOPERFRETUR (Cooperativa Pernambucana de Fretamento e Turismo) que foi representando os motoristas e fretantes de romarias, o prefeito de União dos Palmares/AL, Areski de Freitas Júnior (Kill) e o Roberto Celestino, representando o prefeito de Juazeiro do Norte, para tratar do assunto sobre os transportes dos romeiros para Juazeiro do Norte e protocolar um ofício da Diocese de Crato.
 
Logo pela manhã, em reunião com o diretor da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) Jorge Luís Macêdo Bastos, com o superintendente de Fiscalização, José Altair Gomes Benites e com o gerente de Fiscalização (Gefis/Sufis), João Paulo Souza, foi apresentado às questões que afligem os romeiros no tocante as viagens a Juazeiro do Norte/CE. Depois de muita conversa, ficou acordado que no dia 09 de agosto será realizada uma reunião em Juazeiro com a presença dos chefes de fiscalização da ANTT de Brasília e Nordeste, com os representantes dos motoristas e fretantes dos estados do Nordeste, para elaborar um plano de ação para esse ciclo de romaria. Na esperança que sejam cessadas também as fiscalizações que muitas vezes encadeiam a multas. Por isso gera todo um conflito, causando o medo no romeiro, que muitas vezes são desviados da rota correta e geram como consequência, os acidentes. Foi abordada também nessa reunião a intolerância religiosa, que geralmente causam humilhações para aqueles que creem. Abordagem na fiscalização. Valores altíssimos de multas e uma taxa abusiva de R$ 1.800,00 (hum mil e oitocentos reais). Atualmente para conseguir a liberação de ônibus para transportar passageiros, gastam em média R$ 3.000,00 (três mil reais). “Nós sabemos que tem que passar pelo Congresso para a votação e derrubar e essa taxa para ser menos cobrada, num valor mais acessível”, falou o Padre Cícero José.
 
O CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito), que fiscaliza os transportes, analise bem as orientações respectivas ao caminhão pau de arara (a identidade do romeiro, que eles chamam a capela de rodas), para que seja adaptado. Que fossem levados mais em conta os transportes de pessoas que saem de suas comunidades e que muitas vezes não tem ônibus para vir até Juazeiro do Norte. Foi pedido que devessem ser construídas as orientações e as permissões, levando em consideração cada realidade da região do nosso país. Foi apresentado um pedido também de uma liberação especial para os corredores de romarias, não só para Juazeiro.
 
À tarde em reunião com o Ministro dos Transportes, Maurício Quintella garantiu que irá viabilizar juntamente com os órgãos competentes as reinvindicações apresentadas pela Comissão de Romaria. O Ministro, que é natural de Maceió/AL, irá basear-se nas leis e encontrar a melhor solução para que possa flexibilizar esta lei.
 
A Pastoral de Romaria quer garantir aos romeiros, não só os donos das grandes empresas, mas também os proprietários de ônibus que tenham apenas um ou dois ônibus, possam ser cadastrados na ANTT e conseguir sua liberação de ir e vir a Juazeiro do Norte. Porque até então, eles vêm sem essa permissão e acontecem as multas. Por isso que aconteceram as manifestações em 2015.
 
Segundo o Ministro dos Transportes, o responsável da ANTT Nacional e equipe, garantiram que será uma romaria tranquila e pacífica no tocante aos transportes dos romeiros.
 
Todos saíram satisfeitos e confiantes!
 
 
 
Por Rozelia Costa
 

Pastoral de Romaria em Brasília


comments powered by Disqus