17 de Outubro, 2013

Representantes das arquidioceses das cidades-sede da Copa do Mundo reúnem-se em Brasília

Estamos nos aproximando da Copa de 2014. Sabemos que um evento desta magnitude influencia a vida dos países que se propõem em sediá-la”, afirma o bispo referencial da Pastoral do Turismo e arcebispo de Maringá (PR)

“Estamos nos aproximando da Copa de 2014. Sabemos que um evento desta magnitude influencia a vida dos países que se propõem em sediá-la”, afirma o bispo referencial da Pastoral do Turismo e arcebispo de Maringá (PR), dom Anuar Battisti, sobre a preocupação desta Pastoral com as consequências da realização da Copa do Mundo no Brasil. 

Dom Anuar Battisti lembra as comunidades impactadas pelas obras da Copa. “As remoções estão acontecendo devido às obras de infraestrutura em preparação para evento. Precisamos nos posicionar, como Igreja, diante da realidade sofrida por estas pessoas”, ressalta.

Recorda, ainda, a exploração sexual e o tráfico humano. “Junto com o turismo, necessário ao nosso país, veremos aumentar o risco de situações de prostituição atingindo especialmente a juventude e até mesmo crianças e adolescentes, fato que já é realidade em nosso país”, explica.

Além disso, a Pastoral do Turismo preocupa-se, também, com a acolhida dos turistas que virão participar da Copa e conhecer o Brasil. “Queremos marcar presença como Igreja acolhendo, oferecendo oportunidade de oração e, principalmente, manifestar nossa hospitalidade”, disse.

Com a finalidade de discutir todas essas questões, a Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz, o Setor Mobilidade Humana e a Pastoral do Turismo promovem, a partir de hoje, 16, encontro com representantes das arquidioceses das cidades que sediarão a Copa do Mundo. O evento tem início às 14h, nas Pontifícias Obras Missionárias e prossegue até amanhã, 17. Na programação do encontro constam celebrações, palestras e partilhas de experiências. Os participantes irão relatar a realidade de suas respectivas cidades-sede e ações desenvolvidas pela Igreja local.

Informações: (61) 3340-4494 ou pelo e-mail: mobilidadehumana@cnbb.org.br

Por: Fabio Antonio dos Santos



comments powered by Disqus