Padre Cícero e a Ecologia

 
Pe. Cícero

No Cariri, há mais de cem anos, quando ninguém falava em Ecologia, o Padre Cícero - como extraordinário homem de vanguarda que foi - se antecipava e ensinava preceitos ecológicos aos romeiros.

Eram coisas simples, mas que surtiam um grande efeito. Essa iniciativa hoje largamente disseminada no Nordeste, foi elogiada por muitas autoridades, como, por exemplo, Dr. Rubens Ricupero, ex-ministro do Meio Ambiente, o qual, em artigo publicado no jornal O Globo (19.01.94) disse que Padre Cícero "pregou em pleno sertão nordestino a palavra que hoje a consciência ambiental a duras penas começa a inscrever na nossa visão de mundo. Muito antes de que se realizasse a I Conferência Internacional sobre o Meio Ambiente, em Estocolmo, em 1972, ele teve essa percepção aguda de algo que constitui antes de tudo um interesse legítimo, identificado por quem está  próximo da realidade".

Padre Cícero deu, portanto, o primeiro passo... há mais de cem anos! Foi, na verdade, um pioneiro da ecologia no Cariri. Pode-se dizer que ele prestou uma importante contribuição para alicerçar a Educação Ambiental no Nordeste.

Os preceitos ecológicos que aqui estão transcritos não foram transmitidos exatamente assim pelo Padre Cícero. É sabido que ele se dirigia diariamente aos romeiros que se postavam à janela da sua casa para ouvir conselhos e que muitos conselhos também eram dados através de cartas. Coube ao falecido ecologista, engenheiro agrônomo J. Vasconcelos Sobrinho, a iniciativa de ordenar os conselhos de Padre Cícero na forma de decálogo ecológico como hoje eles são conhecidos e divulgados.

 

PRECEITOS ECOLÓGICOS DE PADRE CÍCERO

 

1.      - Não derrube o mato nem mesmo um só pé de pau.

 

2.      - Não toque fogo no roçado nem na caatinga.

 

3.      - Não cace mais e deixe os bichos viverem.

 

4.      - Não crie o boi nem o bode soltos; faça cercados e deixe o pasto descansar para se refazer.

 

5.      - Não plante em serra acima nem faça roçado em ladeira muito em pé; deixe o mato protegendo a terra para que a água não a arraste e não se perca a sua riqueza.

 

6.      - Faça uma cisterna no oitão de sua casa para guardar água de chuva. Represe os riachos de cem em cem metros, ainda que seja com pedra solta.

 

7.      Represe os riachos de cem em cem metros, ainda que seja com pedra solta.

 

8.      - Plante cada dia pelo menos um pé de algaroba, de caju, de sabiá ou outra árvore qualquer, até que o sertão todo seja uma mata só.

 

9.      - Aprenda a tirar proveito das plantas da caatinga, como a maniçoba, a favela e a jurema; elas podem ajudar a conviver com a seca.

 

10.  Se o sertanejo obedecer a estes preceitos, a seca vai aos poucos se acabando, o gado melhorando e o povo terá o que comer. Mas se não obedecer, dentro de pouco tempo o sertão todo vai virar um deserto só.


Fonte: Blog do Padre Cícero - Daniel Walker 

 

 

Para ver mais ensinamentos do Padre Cícero Romão Batista, clique aqui!