“Que a Quaresma seja momento de mudanças”, afirmou padre Cicero José na Celebração da Quarta-feira de Cinzas

07/03/2019 Por: Aline Salustiano
164 visualizações

Dando início ao período da Quaresma, aconteceu ontem, 06 de março, em toda a Igreja, a celebração da Quarta-feira de cinzas, momento em que é feita a bênção e imposição das cinzas, por meio do sinal da cruz sob as cabeças dos fiéis, recordando a transitoriedade da vida humana.

Na Paróquia de Nossa Senhora das Dores – Basílica Santuário, em Juazeiro do Norte, foram rezadas três missas: às 6h, 9h e 19h. A celebração da noite foi presidida pelo pároco/reitor padre Cícero José da Silva onde centenas de fiéis estiveram presentes.

Durante sua exortação, padre Cícero José colocou o sentido da celebração. “Iniciamos com a Igreja um retiro espiritual em preparação para a celebração da Paixão e morte de Jesus. Iniciamos esse tempo com o recebimento das cinzas que lembra que somos pó e para o pó voltaremos. Que a Quaresma seja um momento de mudanças, um convite para a conversão pessoal e pastoral”, disse.

Em sua homilia, o presidente da celebração enfocou os exercícios da caridade, pontuando os três pilares, que devem ser vivenciados pelos fiéis durante a preparação para a Páscoa do Senhor: oração, jejum e caridade.  

No que diz respeito à oração, padre Cícero José sublinhou a importância da prática para aproximação com Deus. “A oração, nos aproxima de Deus, colocando o meu coração em sintonia com o coração do Senhor para, assim, conseguir escutá-lo”. Sobre o jejum, ele disse que a retirada dos excessos vai muito além do que a remoção de alimentos.  “A prática do Jejum vai além da retirada de alimentos, ela deve acontecer com as atitudes que me retiraram do caminho do Senhor”. No que se refere à caridade, atenção e o cuidado aos irmãos, ele orientou: “O terceiro passo é a caridade, levar ao outro o que ele necessita não o que me resta”.

Com a celebração da Quarta-feira de Cinzas, a Igreja em todo o mundo dá início a Quaresma, quarenta dias que antecedem o período da Semana Santa, da Morte e da Ressurreição de Nosso Senhor, do mistério Pascal. Tempo em que os fiéis são convidados à conversão, para assim, viver verdadeiramente a Páscoa. No Brasil, é aberta oficialmente, a Campanha da Fraternidade.

 

Campanha da Fraternidade 2019

A Campanha da Fraternidade (CF) que é realizada desde 1961 pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) foi lançada oficialmente na manhã desta quarta-feira, em Brasília.  Este ano a CF tem como tema “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27). 

Nesta Campanha, que será desenvolvida com mais intensidade no período da Quaresma, a Igreja buscará chamar a atenção dos cristãos para o tema das políticas públicas, ações e programas desenvolvidos pelo Estado para garantir e colocar em práticas direitos que são previstos na Constituição Federal e em outras leis.



Galeria de Fotos: