Domingo de Ramos abre as celebrações da Semana Santa

14/04/2019 Por: Aline Salustiano
234 visualizações

Com ramos nas mãos e recordando a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, a comunidade da Paróquia de Nossa Senhora das Dores – Basílica Santuário participou na manhã de hoje, 14 de abril, da Celebração do Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor. 

A liturgia solene da Paixão do Senhor começou com a bênção dos ramos, na Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. A seguir, houve a procissão até a Basílica Santuário de Nossa Senhora das Dores, onde aconteceu a Celebração Eucarística presidida pelo pároco/reitor, padre Cícero José da Silva e concelebrada pelos vigários paroquiais, padre Antônio Romão e padre Paulo Borges.

Em sua homília, padre Cícero José explicou o significado da entrada de Jesus em Jerusalém. “Jesus é o descendente de Davi, e, portanto, o Messias prometido por Deus e esperado por Israel. Por isso o povo grita: ‘Bendito o Rei, que vem em nome do Senhor!’ Jesus é saudado como o Rei de Israel, o novo Davi, o Messias que chega à Cidade de Davi! E Jesus, de fato, é Rei, é Messias! A festa de hoje é, em certo sentido, uma festa de Cristo Rei, o Rei-Messias! É uma festa de exultação!”.

Padre Cícero José sublinhou que “Com esta Santa Eucaristia, iniciamos a grande Semana Santa. Momento em que recordamos, com maior intensidade, a sua Palavra, ‘Eu estou no meio de vós como aquele que serve’ (Lc 22, 27). Nesta frase de Jesus está todo sentido daquilo que celebraremos durante esta Semana. Ele mesmo disse que veio para servir e dar a vida em resgate da multidão. É assim que ele está em nosso meio, como Aquele que dá a vida por nós, que se entrega por amor. Aquilo que Ele realizou na sua existência toda, acolhendo, perdoando, curando, restaurando a esperança… isto é, entregando-se a nós e por nós, agora ele vai consumar até a morte de cruz!”.

 

O Caminho do Senhor

A Igreja Católica celebra em todo o mundo, no domingo que antecede a Páscoa, o Domingo de Ramos. A data marca a abertura da Semana Santa, com a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, poucos dias antes de sofrer a Paixão, Morte e Ressurreição.

A celebração recordar os ramos cortados pelo povo para cobrir o chão onde Jesus passava. Com os ramos na mão, o povo aclamava: “Rei dos Judeus”, “Hosana ao Filho de Davi”, “Salve o Messias”.



Galeria de Fotos: